Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Fotografia e outros devaneios

Fotografias, e às vezes palavras, de Fernando DC Ribeiro

30
Abr08

Também eu gosto de os juntar...



.
 

Versão prosa

 

O redemoinho é um sorvedouro que roda-a-roda vai rodando num rodopio e quase sem pio, piamente sobem a calçada num corrupio, pedal-a-pedal vão pedalando, rodando num torvelinho que vai de um até ao outro, com o burburinho, sem qualquer coisa de intermédio,  nem sequer um pi (ou) lar nesta ponte de tédio, que vai do redemoinho até aos putos da bicicletada que ficaram no intermédio.

 

Que me desculpe o Mário, o Sá e o Carneiro pela caldeirada e por todas esta açorda dum buraco com bicicletada.

 

Então, e os putos!?

Coitados, deram à perna para toda esta trapalhada.

 

Felizes sonhos, para os que ainda sonham!

 

 

.

.


Versão poesia

 

O redemoinho é um sorvedouro

que roda-a-roda vai rodando num rodopio e

quase sem pio

piamente sobem a calçada num corrupio


 

pedal-a-pedal vão pedalando

rodando num torvelinho

que vai de um até ao outro,

com o burburinho,

sem qualquer coisa de intermédio,  

nem sequer um pi (ou) lar nesta ponte de tédio,

que vai do redemoinho até aos putos da bicicletada

que ficaram no intermédio.

 

Que me desculpe o Mário

o Sá

e o Carneiro pela caldeirada

e por todas esta açorda

dum buraco com bicicletada

 

Então, e os putos!? Coitados...

deram à perna pra toda esta trapalhada

 

Felizes sonhos, para os que ainda sonham!

 

Até ao próximo poste!

 

Sobre mim

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Comentários recentes