Terça-feira, 9 de Fevereiro de 2010

Regressos...

 

.

 

Regresso sempre às origens

para beber a as coisas primeiras.

Tristes dos que fazem outros regressos…

 

 

.


publicado por Fer.Ribeiro às 02:04
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
Segunda-feira, 8 de Fevereiro de 2010

NYC - momentos

 

.

 

Falavam-me de momentos,  únicos,

sonhos, sensações. Ilusões apenas…

tal como o beijo, descreve-lo é bem diferente de saboreá-lo.

 

 

 

 

 


publicado por Fer.Ribeiro às 03:06
link do post | comentar | favorito
Domingo, 7 de Fevereiro de 2010

Em Orjais

 

.

 

Complexidade de coisas simples.

 

 


publicado por Fer.Ribeiro às 04:00
link do post | comentar | favorito
Sábado, 6 de Fevereiro de 2010

Senhor Passarinho

 

 

- Bom dia senhor passarinho!

- Será que poderia posar um bocadinho!?

- Obrigado! – Como sempre esqueci perguntar-lhe pela graça...

 

 

 


publicado por Fer.Ribeiro às 18:38
link do post | comentar | favorito
Sexta-feira, 5 de Fevereiro de 2010

Manifestação

 

.

 

Manifestação

 

 

Passantes e avarandados entreolham-se.

 

 

O olhar trocou-se.

Não se trocou o cheiro

 

 

Alexandre O'Neil - 1979

 

 

 

 


publicado por Fer.Ribeiro às 02:28
link do post | comentar | favorito
Quinta-feira, 4 de Fevereiro de 2010

O

 

.

 

(((((((( O ))))))))

 

tags:

publicado por Fer.Ribeiro às 01:37
link do post | comentar | favorito
Quarta-feira, 3 de Fevereiro de 2010

Transparências molhadas

 

.

 

Uma chuva que choveu e não molhou

Talvez lágrimas de um choro molhado

Que por não ser choro não foi chorado

Por ser chuva, transparente, caiu, mas lá ficou.

 

 

 


publicado por Fer.Ribeiro às 02:44
link do post | comentar | favorito
Terça-feira, 2 de Fevereiro de 2010

Fruta Madura

 

 

Sempre a velha fruta, madura, doce

desde o pecado da sua origem

ao pecado actual...

 

 

 

 


publicado por Fer.Ribeiro às 18:51
link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 1 de Fevereiro de 2010

No mais alto da montanha

 

.

 

Às vezes dou comigo no mais alto que a montanha oferece

Apenas com o som do vento a deslizar sobre os cabelos

Quase nada e no entanto, lá, sinto-me dono do mundo

 

 


publicado por Fer.Ribeiro às 02:11
link do post | comentar | favorito

.Para acompanhar

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Julho 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20

23
24
25
26
27
28
29

30
31


.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. Às cegas com uma nesga de...

. Sobre a calçada

. Um elogio ao equinócio da...

. Reflexos flavienses

. Nyc - Reflexos

. Devaneios Fotográficos

. Outros sabores à margem

. New Yorker

. Reflexos

. Amsterdam

.arquivos

. Julho 2017

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Setembro 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Junho 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Março 2005

.tags

. todas as tags

SAPO Blogs

.subscrever feeds