Sexta-feira, 2 de Fevereiro de 2007

Azul, simplesmente azul

.

Se me perguntarem qual é a minha cor preferida, eu respondo logo e sem hesitar – é a azul.

 

Confronto-me hoje com a questão – Porque respondo eu assim!? Se nunca pintaria uma casa de azul, nunca teria um carro azul, e na vestimenta uso o azul da ganga porque a ganga é azul, e só isso. Afinal porque gosto eu do azul ou porque respondo eu que o azul é a minha cor preferida?

 

Talvez seja por ser uma cor “macha” (o azul é do menino e o rosa é da menina), complexo de Édipo!?, talvez, mas não creio que o seja. Afinal porque o azul!?

 

Pensando bem, matutando e depois de beber duas ou três cervejas (para libertar ideias) e matutando novamente, acho que estou rendido à predominância do azul. O Ecrã de fundo do meu monitor é azul. O ecrã do meu Windows, da minha janela que afinal se abre para o mundo é a do o céu, que é azul. O Bill sabia bem o porque quando escolheu o azul. O mar que tanto me espanta, é azul. No espelho do meu rio, por cima da sua transparência, vejo o azul.

 

Estou feliz. Afinal acho que já sei porque gosto do azul! Afinal sou (felizmente) um merdas de um homem comum que como todos, gostam do azul  por ser uma cor e coisa comum que me invade o preencher dos dias.

 

Sinto-me feliz por saber, mas ainda não estou convencido.

 

Para já fica este azul, olhado pela objectiva do fotógrafo, que por acaso gosta do azul.

 

Azuis dias para todos!  

 


publicado por fr às 01:41
link do post | comentar | favorito
1 comentário:
De Adelina Correia a 5 de Fevereiro de 2007 às 16:11
Gosto daquilo que mostra e daquilo que escreve. Gosto particularmente do modo como o faz!Parabéns continue, eu agradeço!


Comentar post

.Para acompanhar

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Julho 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20

23
24
25
26
27
28
29

30
31


.posts recentes

. Às cegas com uma nesga de...

. Sobre a calçada

. Um elogio ao equinócio da...

. Reflexos flavienses

. Nyc - Reflexos

. Devaneios Fotográficos

. Outros sabores à margem

. New Yorker

. Reflexos

. Amsterdam

.arquivos

. Julho 2017

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Setembro 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Junho 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Março 2005

.tags

. todas as tags

.ligar a:

.Creative Commons

Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.

.Desde 09-01-07

.Estão a espreitar

online

.G+

blogs SAPO

.subscrever feeds